quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Encomenda da M. - 2ª Parte Uma telha plena de sentimentos

...continuando a postagem anterior:





Quando a M. me fez a encomenda, por telefone, não nos conhecíamos, disse-me que a 3ª telha seria para oferecer à mãe, e que gostaria que fosse especial...

...aí eu comecei a transpirar,

- E tem alguma ideia?

- Não sei, algo que simbolizasse a união da família...

- Pois... deixe-me ver (tentanto pensar a 100 à hora nas 3 caixas de guardanapos que tinha em casa). Pois é, é complicado... não quer pensar noutra coisa, quer dizer, noutra prenda para a sua mãe?

- Não, não, confio em si.

- (Meus Deus, dá-me uma ideia, por favor)

sugeri então:

- Porque não vai a M. escolher o guardanapo? O que "mexer consigo", manda-me pela minha filha e eu depois componho com pintura.

- Boa ideia, sabe gostava mesmo que agradasse à minha mãe, que tem feito muitos sacrifícios para nos criar. O meu irmão também está na Faculdade, eu estou em Medicina, estou em Lisboa, sózinha, para poder estudar.

Passados uns dias recebi não um, mas uns 6 guardanapos. Liguei-lhe de seguida e então esclareceu-me:

- Nunca pensei que houvesse tanta coisa linda, mas o que mexeu mesmo comigo, foi o da mãe leopardo com os filhotes.

- (Ui, nunca fiz nada em tons tão fortes) OK, então e os outros que comprou com trevos?

- É que a minha mãe cultiva trevos de 4 folhas, depois seca-os e guarda-os nos livros.

- Ah! Vou pensar então...

- Tudo bem, eu confio no seu gosto.


Escusado será dizer, que fiquei apavorada. Os guardanapos dos trevos eram lindos também, mas eles eram verde alface. Achei que não se encaixariam...

Punha o guardanapo dos leopardos em cima de telha, e sobrava muita telha, tinha telhas mais pequenas, mas não ia fazer uma "telha encolhidinha" só porque não sabia como completar o espaço restante.

Tantas ideias que fervilhavam normalmente na minha cabeça, mas naquela altura, todas se tinham evaporado e parecia-me que "de vez".


O meu marido só dizia: tem calma, vais sair-te bem...

- Achas? Então dá aí uma ajudinha...

- Eu? Aí sim, ia sair uma coisa jeitosa...Tem calma! Tu nem te podes enervar...

- Pois, pois, já tinha percebido, mas porque é que eu não consegui dizer que não era capaz? O que vou eu fazer com trevos verde alface num "ambiente africano"?


Bom, fiz as telhas do momento mágico e um dia entrei numa loja de artes e pedi para ver guardanapos de Natal, mas estavam todos na mesma pasta e ao desfolhar, deparei com o guardapo dos guerreiros massai (pelo menos eu achei que eram massai) e pedi-o logo.

Lembrou-me um livro que adorei ler: "Casei com um Massai", uma história verídica.


Um dia, acordei a meio da noite e não é que a ideia estava lá? Logo de manhã telefonei à M. e perguntei-lhe:


- O que acha de eu acrescentar um guardanapo de cores idênticas ao que escolheu, com dois guerreiros? É que eu sou filha e sou mãe, a "leoparda com as crias" está óptimo. A M. acha que a vossa mãe os vê assim, mas eu, como mãe, acho que vocês são dois guerreiros, a estudar sem perder uma disciplina, a M. sózinha em Lisboa...

- ...(silêncio) Nunca tinha visto isso desse prisma. Por favor, esteja à vontade, confio em si.

- É que eu tenho medo, nunca pensei ver-me nestes assados... Vamos fazer assim: quando o trabalho fôr a meio, envio um mail a mostrar e se a M. não gostar, diz-me e pensa noutra coisa para a sua mãe.

- Ok, combinado, mas vou gostar.

Meti mãos ao trabalho, de repente lembrei-me do meu primeiro trabalho a experimentar a decoupage (ainda não tinha blog):





- Onde guardei eu o restante do lenço de papel que utilizei?


- Ah! Achei! Uff!

Montei os trevos de 4 folhas, que para além de simbolizarem sorte, estes simbolizam amor, um amor muito forte e intenso, o amor que existe e vai continuar a existir entre os três.

Conheci pessoalmente a M. quando lhe entreguei as telhas.

Vi na cara dela que tinha gostado. Disse-me que esta telha estava linda, que tinha adorado, quando lhe enviei o mail, estando ainda parcilamente feita.

Gostei muito da M., uma miúda comunicativa, que, como ela própria me disse, em certa altura da vida "teve de crescer muito rápido", que ainda me contou partes da vida dela que davam ainda mais sentido a tudo o que tinha posto na telha.

Já falei com ela este ano. Continua no seu Curso de Medicina. Disse-me que a mãe adorou a telha e que quase chorou quando percebeu todos os sentimentos que nela estavam incluídos.



Pedi autorização à M. para pôr aqui o trabalho e a respectiva história.


Agora para ti M., sei que tens muito pouco tempo disponível, mas se chegaste até aqui, volto a dizer-te que adorei fazer esta telha, que te admiro muito. Penso que normamente és a "guerreira massai", tens dias que te deve apetecer ser a cria leopardo, mas já tens alicerces para te tornares a mãe leopardo.

Obrigada M. por teres confiado em mim e um abraço apertado para ti.

Muitos beijinhos para vocês, que tiveram paciência, para conhecerem mais uma história de um dos meus trabalhos.

19 comentários:

** Li ** disse...

Olá

Esta ficando lindo!!!
Eu também tenho um desespero as vezes quando vou fazer algo para alguém...rs, acho que é normal.

Bjos!!!

Eliane disse...

Oi Helena, boa tarde. Li sua historia e fiquei encantada com essa telha. Ela ficou magnífica. Vou te contar uma coisa: meus melhores trabalhos são aqueles que me deixam desesperada
a principio. Vc é muito talentosa amiga muitos, beijos do Brasil.
Ps. Posso copiar sua idéia?

So artes disse...

querida, adorei sua história e o resultado do seu trabalho está magnífico, tanto pela delicadeza quanto pelo sentido simbólico dos elementos! Belíssimo, e o hardanger como anda?..rs..espero que esteja prosseguindo bem no seu desafio!
beijos
Soraia Melo

xandarte disse...

Bom gosto,adorei.Bjs

Carla disse...

Menina este teu blog esta a ficar cada vez mais interessante, adoro que contes a "história" do trabalho, faz mais sentido e o trabalho passa a ser visto com outros olhos. Depois a integração dos diversos guardanapos esta muito bem conseguida, ficou um trabalho de grande criatividade, original e muito bonito á vista, parabéns mais uma vez e muita inspiração sempre. beijão

Carina disse...

Olá Linda, tudo bem com vc?? Que maravilhosas essas telhas. Vc esta de parabéns, fiquei encantada. Aquele Sal de Hallowen estou sim usando as cores que sao indicadas, mas uso anchorpq aqui no Brasil, na minha cidade, é dificil encontrar DMC. Linda muito obrigada pela visita, beijos

Káthia Marchand disse...

Heleninha,

Lí com muito carinho o seu texto e digo-vos que tú tens o dom da escrita... rsrsrsrs... está perfeito!
Trnasmitiu direitinho como eu ou qualquer outra pessoa estivesse sentadas a uma roda e escutando a tua história.
Notei a telha de cabo a rabo,analisei todinha e digo:
- Essa é a telha mais bonita que já fizeste.
Fez com sentimentos, com ternura do que és e se pôs na pele de outra mãe, como receberia.
Isso é ser mais do que um profissional que apenas quer ver bonito o trabalho, quiz ver o contentamento da pessoa que encomendou, e ainda mais de quem a recebera.
Parabéns.
Teu caráter foi a alta estima com tudo isso, e com certeza deu-te um alívio de saber que está tudo bem... lavou a alma!
Rsrsrsrsrsrs ... eu aqui te diria:
- Faz sempre isso!
Põe teu coração à frente, não pela escolha do bom gosto como sempre escolhe e faz lindo os trabalhos, mas, com essa especial razão:
atingir o coração de alguém!

Muitos beijos para você, bem dentro da tua alma.

Ana Vargas disse...

Olá Helena!
Adorei esta telha, e ainda mais depois de ler toda a história, que tanto sentido dá as imagens que lá estão! Fiquei com a dúvida, mas onde estão os trevos, e depois olhei para a caixa e voltei a olhar para a telha e lá estavam eles, lindos!!!
A outra telha também é muito bonita, mas esta está excepcional!!!
Bjinhos e bom fim-de-semana!
Ana.

Amigos dos Animais da Ilha Terceira disse...

oi vim fazer uma visita ao teu blog e adorei,visita o nosso e quem sabe ate nos
podes ajudar com restinhos de coisas para trabalhos
obrigada candida
http://amigosdosanimaisdailhaterceira.blogspot.com/

Fernanda disse...

Olá,
passei para desejar um bom fim de semana.
Bjinhos.

Milai disse...

Parabéns pela interpretação que deu e que acho correctíssima.
A telha à parte a história, ficou fantástica, a senhora só pode ter adorado.
Beijinhos

cafofo da monica disse...

HELENA,ESTOU SEM PALAVRAS.
LI TUDINHO QUE ESCREVEU E REALMENTE,CONTANDO A HISTORIA DEU UMA OUTRA VISÃO DO TRABALHO.

AMIGA,ESTÁ BELISSIMA!!!!
FIQUEI HORAS A OLHAR PARA ESTA TELHA TÃO BEM TRABALHADA E COM TANTOS SIGNIFICADOS.

É REALMENTE INTERESSANTE QUANDO SABEMOS O QUE A ARTISTA ESTÁ QUERENDO TRANSMITIR.

ESTOU ENCANTADA PELO TRABALHO,LINDO....LINDO!!!!!
ALIAS,MARAVILHOSO!!!!!!

ESTOU MUITO ORGULHOSA EM SER SUA AMIGA.

MAIS UMA VEZ PARABÉNS!!!!

BEIJOS...BEIJOSSSSSSSS!!!!!
MÔNICA BEATRIZ.

ELIZABETE disse...

Muito linda ficou esta pintura, parabéns
bjos!

Maria Tavares disse...

Olá Helena

nada como um susto para nos pôr os sentidos alerta. Que linda que ficou a telha!
Quanto ao guardanapo das florinhas que está na caixa da minha cliente, é da minha loja sim :)

Beijinhos
Maria Tavares

paula vicente artfactu disse...

Olá Aboborinha:)
Divirto-me sempre com estes teus pensamentos acerca dos trabalhos.
Mas o trabalho final é sempre óptimo!
As fotografias estão BRUTAIS.
Assim, volto já.
Veijos

L* disse...

Olá.
Passo apenas para desejar bom fim de semana.
Bjinhos da L*

Shirley disse...

Helena, de coração: este trabalho simplesmente é um dos mais belos que vc já fez! :-D Além do sentimento impresso nele, a união dos elementos e das cores ficou perfeito, dá a idéia certa do amor em família. Parabéns! Bjão, bomfinde!

Lee Albrecht disse...

Helena
tem um recadinho no meu blog para ti

Atelier da Casaleira disse...

olá,boa tarde, tudo bem?
adorei,magnífico.beijos