terça-feira, 27 de abril de 2010

Para quem gosta de sopa... um dia inesquecível

Olá a todas

Vai realizar-se no próximo dia 8 de Maio o XVII Congresso da Sopa em Tomar. Espero lá estar.

Estas fotos que vos mostro são do ano passado, a 1ª vez que estive neste Congresso e foi uma experiência muito gira, para além de ser um dia inesquecível para mim, mas isso é outra história que mais abaixo conto.

Compramos um bilhete de ingresso que dá direito a um kit, composto por tigela, colher e copo, para podermos experimentar todas as sopas que quisermos.
Aqui estou eu: O vinho é à escolha:
Uma das barraquinhas de sopa onde os sorrisos estão sempre presentes e este cavalheiro tinha um bigode digno duma foto:

As sopas são tão variadas, desde canja, sopas de peixe, sopas de legumes, sopa da pedra e até sopa do corno... que de vez em quando as tigelas devem ser lavadas e também há lugares próprios para o efeito e não se assustem com a quantidade de pessoas... é tudo muito rápido.
Já repararam que aqui são os homens que lavam a loiça?



Aqui está uma família (3 gerações) a fazer um piquenique de sopa e o ar satisfeito da bébé?


Nem o segurança nega uma sopinha:


Depois desta experiência que adorei, gostei da novidade, da empatia que se cria com algumas pessoas, no convívio, regressámos a casa e vi dois GNR a cavalo... eu, que nessa altura ainda só tinha um vício: a fotografia disse:
- Pára, pára, vou pedir para tirar uma foto
- És maluca... mas encostou.
Saí do carro, de máquina na mão e pedi:
- Posso tirar uma foto a fazer uma festinha ao cavalo? É que nunca toquei num...
- Pode, ele é muito mansinho...
- Tem um pescoço tão rijo... sinto-lhe os músculos... tem um olhar tão doce... e é tão alto... desculpem, tenho muitos animais, mas nunca tinha estado tão perto dum cavalo...

Agora, a recordar-me, penso que devo ter parecido tão choninhas, mas eu digo o que me vai na alma...
O GNR do outro lado da estrada disse:
- Vê lá se a senhora quer subir...
- Oh! Posso? Não sei como subir mas queria...
E sem saber bem como vi-me montada a cavalo. Como sou baixota... já repararam nos meus pés?

Eu depois perguntei ao meu marido: viste como eu subi? Ele empurrou-me o rabo?
- És palerma? Deu-te um impulso no calcanhar.
Olhem, não sei como foi, mas o que é certo é que voei lá para cima.



- Estou tão alta... que giro... que bom... que sensação...
Nisto, o GNR pegou nas rédeas(?) do cavalo e atravessou a estrada comigo montada.
- Estou a andar a cavalo... ai meu Deus, estou tão feliz!

Do outro lado da estrada o outro GNR aguardava por nós e antes de desmontar ainda fiz uns miminhos ao cavalo.
Pelas fotos acho que os GNR também estavam contentes com a minha felicidade.
Já dentro do carro, desatei a ver as fotos, o meu coração pulava de contentamento, tinha lágrimas nos olhos e lembro-me de ter dito:
- Se houvesse um problema e eu morresse hoje, morreria tão, tão feliz!!!
Resolvi partilhar mais esta história da minha vida, uma vida que tem sido muito atribulada, com capítulos muito maus, mas com momentos de extrema felicidade... felicidade que na maioria das vezes está nas coisas simples da vida, basta sabermos apreciá-las.
Um grande, grande beijinho para todas


23 comentários:

Diana disse...

Olá Helena, eu adoro sopa...mas não me parece que vá a Tomar...quer dizer, estou para lá ir com o filhote, mas não me parece que seja antes de Agosto:)
Adorei a história e aos fotos. Fizeste muito bem dizeres o que te ia na alma:)
Beijinhos

Eliane disse...

Helena enternecime com tua historia, Dei boas risada mas acabei de ler com o coração aquecido de carinho por vc ter ficado tão feliz. Sopa então lhe trera boas lembranças. Um beijão da Eliane.

Dixto e Dakilo disse...

Olá Helena!

Quanto ao convite para o congresso, até me sinto tentada! Afinal quando nos falam em congressos vem-nos sempre à ideia uma coisa chata. Congresso de colher na mão deve ser o máximo!

Quanto à tua aventura com o cavalo do GNR (cuidado com a entoação de leitura, porque não estou a chamar nomes ao sr.guarda, note-se!) quero-te dar os parabéns pela forma como encaras a vida. Acredito que tenha sido um momento de felicidade e realização pessoal.

Beijinhos e continua a ser feliz

Ana *D

Lee Albrecht disse...

Helena
já passei o link para a Riitta, quem sabe ela não chega até lá...
eu adoro sopas...
Lee

As Prendinhas da Lisa disse...

Obrigada por esta divulgação, mas o que gostei mais e fartei-me de rir foi da experiência de montar o cavalo. As fotos estão muito giras e divertidas.
Há mesmo momentos da nossa vida tão bons e tão alegres que é sempre gratificante recordá-los.
Beijinho
Elisabete

maria elena disse...

Helena...que rico...probaste todas las sopas!! pasaste un dia hermoso..que bueno y sales muy bien en la foto del caballo...!! besitos

Maria Tavares disse...

Olá Heleninha

o que eu me ri com a tua história! Eu adoro cavalos, um dia conto-te umas histórias. Mas se estar em cima de um cavalo te fez assim tão feliz, continua, procura um picadeiro. Eu por mim adoro! Cavalos e sopas :)

Beijinhos
Maria Tavares

Guida Machado disse...

Olá, Helena,

Só tu mesmo...Continua assim, sempre.

Beijinhos,
Guida

Káthia Marchand disse...

Heleninha, e tudo isso estava guardado, sem a gente ver?
Puxa!
Adoro sopinhas!
Caldos deliciosos... hummmm já sinto o cheirinho daqui!

Aproveitando a minha vinda aqui, gostaria de te pedir para assinar uma lista contra sacrifícios de animais, que um certo imbecil fez a lei permitindo.
Amiga, dá essa ajuda prá gente!
É mto fácil e rápido, tem um link lá no meu blog, e nem demora nadinha!

Ajude aos nossos cães, gatos, cabritos, e outros que são vítimas dessas barbaries!

Obrigada amiga, sei que o seu bom coração vai falar mais alto!

Beijos!

Savi disse...

Boa noite Helena
Ai Tomar!!!...xiiiii... à quanto tempo eu penso em ir visitar para ver o cortejo dos tabuleiros que tem fama de uma festa maravilhosa,só que para isso teria que ir pelo menos dois dias,e neste momento não posso ausentar-me por tanto tempo,devido ao meu cão que está velhote e um pouco doente e se sentisse muito tempo a nossa falta acho que lhe dava um treco.
Quanto a sopas adoro-as sejam feitas de variados sabores,menos de peixe...rsrsrs.
Concordo plenamente contigo por vezes as coisas mais simples da vida,podem fazer de nós pessoas imensamente felizes como essa aventura de tocar e montar um cavalo,dou-te os meus parabéns pela tua determinação e coragem,confesso que não sei se seria capaz de ter essa ousadia.
Carago!!!... amiga este comentário mais parece uma carta!!!....eheheh.
Beijinhos com carinho,e continua a ser sempre essa mulher Forte e Determinada.
Savi

Milai disse...

Olá Helena!
Eu adoro sopa.Os meus filhos às vezes até se metem comigo por causa disso.
Tenho que ter sempre sopa feita cá em casa. Quando chego a casa depois de uma viagem, principalmente ao estrangeiro, a primeira coisa que faço é ir comer sopa. pode não acreditar , mas é verdade. Quando saí da clínica depois de ser operada e cheguei a casa, a primeira coisa que pedi, qual foi? Sopa!
Sou é um bocado esquesita. Não pode ser água de lavar pratos, como eu costumo dizer. Tem que ser uma sopa à moda da aldeia com bastante entulho...eheheheheh
Acho que estaria como peixe na água nesse festival...eheheheh
Parabéns por ter realizado esse sonho tão simples e pela ajuda dos dois simpáticos GNRS.
Beijinhos

xandarte disse...

Gosto muito da tua filosofia de vida,parabens és uma pessoa muito especial.Bjs

Mary disse...

Olá Helena,
Bela narrativa, qualquer dia destes escreves um livro...e desejo te que passes um fim de semana super giro, divertido e saboreando as boas sopas...
Bjinhos

Ana Rita Gomes disse...

Adoro ler as tuas "histórias"! Sopa de corno? Nunca tinha ouvido falar! :) Eh, eh, eh! Tiveste mais sorte que a minha mãe que numa festa aqui na aldeia lançou a escada para montar um cavalo da GNR, mas não teve a mesma sorte que tu!!! Só a neta é que teve direito! Beijocas grandes!

Elizabeth disse...

Oi Helena,
Essa sopa devia estar uma delicia, me deu vontade de comer, pois adoro sopa.
Beijo.

So artes disse...

Oi amiga, que legal a ideia da sopa...vou querer um pouquinho..e adorei seu passeio de cavalo...eles são altos mesmos, nao?!!!
Adorei seu carinho com os animais..muito lindo.
beijinhos
So

Ana Vargas disse...

Olá Helena!
Adorei as histórias e tens muito jeito para as contar! Também gosto muito de sopa e deve ser realmente muito giro esse congresso!
Quanto a andar de cavalo, é uma experiência única mesmo, também já tive a sorte de andar mesmo no meio do mato e é qualquer coisa muito especial!
Bjokas e boa semana!
Ana.

Dina disse...

Olá Helena
Eu adoro sopa .Foi um dia em grande ! Só tu para pores a policia apé !!kkkkkk
bjks

GRAÇA disse...

Helena, é isso ás fezes coisas tão insignificante para uns e para outros nos fazem muito felizes,são esses momentos da nossas vidas que nunca esquessemos.
Tenhas muitos momentos destes ....
Bjs
Graça

Mary disse...

Oii amiga, experimenta a técnica que seguramente vás adorar!!! e agora diz-me fostes tu que me contacto por e-mail???
bjinhos

Maria Filomena disse...

Helena,
gosto de pessoas como você: que fazem o que lhes dá prazer sem medo de "pagar mico", como dizem os brasileiros. Já fui alvo de algumas críticas por justamente ter esse espírito. Sou da seguinte opinião: se não estou fazendo nada errado, ilegal ou imoral, por que não????
Parabéns pela atitude e pela história
beijos de Maria Filomena

Ana Alexandra disse...

Que bela experiência, realmente não é preciso muito mas nos sentirmos felizes.
Bjs e bom fim-de-semana

Locas disse...

Helena

Já venho atrasada .... mas adorei o teu post.
Para já as sopinhas devem ser maravilhosas .... gosto muito desse tipo de acontecimentos.
Qualquer dia tenho de ir lá.
As tuas fotos a montar a cavalo, estão o máximo, miuda ..... são uns animais tão elegantes, inteligentes e poderosos .... eu amo cavalos.

Bjitos
Locas.....